Pense!

´´A comida sem tempero é como a vida sem paixão: não tem sabor e desconhece-se o prazer.`` (Fingalwiils)

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Escondidinho Improvisado

Olá!

Domingão a noite, deu uma vontade de comer um escondidinho, mais ao mesmo tempo uma preguiça de sair de casa, resolvi fazer um. Dei uma olhada na geladeira e no freezer, tinha uma carne moída dando sopa e umas mandiocas descascadas e congeladas, porque não. Né? Usei o que tinha em casa fiz um purê com a mandioca e fiz um refogado bem temperadinho com a carne moída e por ultimo coloquei umas fatias de mussarela pra derreter por cima e pronto. Ficou bom demais!!!

Ingredientes:

Para o purê de mandioca:

  • 1 kg - de mandioca +ou-, descascada e cozida
  • 2 - colheres de margarina
  • ½ - copo de requeijão
  • ½ - caixinha de creme de leite
  • Leite o quando quiser
  • Sal

Para a carne:

  • 500g - de carne moída
  • 3 - dentes de alho amassados
  • 1 – cebola pequena cortada bem pequenininho
  • Temperos: usei tomilho, orégano, páprica picante, pimenta do reino, sal e noz moscada
  • Um pouco de água

Modo de preparo:

Coloque a mandioca pra cozinhar, enquanto isso refogue a carne, com o alho a cebola e os temperos e reserve. Depois da mandioca cozida e bem macia, bata a mandioca aos poucos com um pouco de leite no liquidificador e ajude com uma colher, pois fica uma massa pesada, cuidado com a quantidade de leite para não ficar muito mole, depois de toda mandioca batida coloque tudo em uma panela com a margarina o requeijão e o creme de leite e faz um purê acerte o sal.

Montagem:

Em um refratário coloque a metade do purê e carne e depois cubra com mais purê e finalize com fatias de queijo mussarela ou parmesão ralado como quiser e leve ao forno para derretes e gratinar.



Eu não tive paciência para esperar dourar mais teria ficado muito mais bonito porque gostoso ficou, viu!

Até breve!

Patrícia Morais

domingo, 29 de agosto de 2010

TPM? (Muito Boa Essa Idéia!)

Olá!

Essa ideia é do ateliê de brigadeiro gourmet, Maria Brigadeiro em São Paulo, olhe aqui: http://www.mariabrigadeiro.com.br . Que gostoso esse tratamento, né? Cada caixa vem com oito comprimidos, ops! Com oito brigadeiros....rsrs de sabores diferentes e cada caixa sai a 30 reais, remédio meio caro, mais fica ai a novidade.... e como sempre digo, vale a pena conferir...

Até breve!
Patrícia Morais

Isso é de comer? V (Melão caboclo)

Olá!

Mais uma da serie: Isso é de comer?


A resposta é sim!

Este fruto é conhecido por vários nomes, como Jamelão, crua, melão caboclo, sua frutificação é durante o ano todo. Da familia das cucurbitáceas, a mesma da abóbora, o Cruá, Melão Croá, Caboclo ou Cheiroso é um fruto exótico originário da América do Sul, provavelmente Brasil. Cruá é herbácea perene, de crescimento rápido (chegando a alcançar mais de 15 metros), pesado, exigindo uma treliça forte, e subindo em árvores por meio de gavinhas equipados que podem aderir firmemente à superfície lisa do tutor. Suas folhas são cinza-peludo, arredondadas. As flores são brancas ou amarelas, em forma de urna. Apresenta flores masculinas e femininas na mesma planta.
Os frutos ainda verdes são consumidos como legumes, de sabor doce e muito apropriado para sucos doces, compotas quando maduros. A casca é preta, vermelha ou amarelada de acordo com o seu amadurecimento, o interior amarelo e as sementes escuras. Contém fibras, cálcio, fósforo, caroteno, tiamina, riboflavina, niacima e vitamina C.
Agora Brasilia apesar de ser uma cidade grande ainda temos muita dificuldade de encontrar certos produtos, como frutas exóticas e favas de baunilha por exemplo. Esse fruto ainda não achei aqui, experimentei em São Paulo no Mercado Municipal. Se conhecer alguém que tenha sementes desse fruto me avisem por favor.
(fotos retiradas do google informações do site: toda fruta)

Até breve!
Patrícia Morais

Café da Manhã! (Para uma pessoa especial)

Olá!

"As pessoas entram em nossa vida por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem." (Lilian Tonet)

E esse é o caso da minha cunhada Vick, que há muito tempo deixou de ser uma mera cunhada, pra tomar forma de irmã de amiga, independentemente da relação com meu irmão e outra coisa ela me deu um dos presentes mais lindos da minha vida que são meus sobrinhos, e essa semana foi o aniversário dela e no sábado resolvi junto com meus sobrinhos fazer um mimo para ela... rsrsrs acordamos cedo e fizemos um belo café da manhã. Tinha de tudo pão frances fresquinho, biscoito de nata que fiz na noite anterior, bolo de chocolate com calda de chocolate (de caixinha... rsrs mais dei um toque com café), pão de queijo, presunto e mussarela, ovos mexidos bem quentinhos, suco de goiaba, café, leite, coalhada, mel, etc. Enfim tudo que ela merece e gosta... Foi uma manhã muito especial e agradável...Vick minha irmã, te amo viu? E conte comigo pro que der e vier... rs sempre!!!

Até breve!
Patrícia Morais

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Extrato de Baunilha (acompanhamento)

Olá!

Eu demorei para postar esse acompanhamento do extrato de baunilha mais esta ai...rs a diferença e nítida a primeira foto e do dia que fiz, com a vodca límpida e as fotos seguintes são de hoje 22 dias depois com a vodca já com a cor escura meio caramelo e com cheiro já bem característico de baunilha, mais ainda não chegou no ponto que eu quero, vou deixar apurando mais um tempo, mais uns dias e volto a mostrar como esta indo a experiência. Daqui mais um tempo e acho que já vai dar pra usar o extrato em minhas preparações, como bolos biscoitos e tudo mais, estou ansiosa pra testar o sabor...rsrs

foto acima tirada 03/08/2010

As duas fotos acima tiradas 25/08/2010



Até breve!
Patrícia Morais

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Café Colonial

Olá!

O café colonial é uma refeição típica das cidades brasileiras de origem alemã, como na maioria das cidades catarinenses e em algumas cidades do Paraná e do Rio Grande do Sul, como Gramado, Canela, Nova Petrópolis e Santa Cruz do Sul. Café colonial na cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul.
Em Santa Catarina, das Serras ao Litoral, é possível degustar as inúmeras delícias do café colonial não apenas em Joinville e Blumenau, mas em quase todas as cidades do Estado, mesmo nas que não tiveram colonização germânica. Pode-se até escolher no mapa rodoviário, ou mesmo pelo alfabeto, por qual delas se deseja começar. Alguns exemplos: Anitápolis, Santa Rosa de Lima, Grão Pará.
Apesar do nome, o café colonial é uma refeição que não tem a finalidade exclusiva de um café-da-manhã, podendo ser degustada a qualquer momento.
Constitui-se de uma mesa farta composta de alimentos como pães variados, manteiga, queijos, schmier (geléia), bolos, presunto, embutidos, leite, café, chocolate quente, vinho, salsicha bock, cuca, carne de porco, rosca, biscoitos e mel, entre outros. A maioria dos produtos é artesanal e de produção caseira.
Noutras regiões brasileiras, especialmente rurais, a composição do chamado café colonial pode variar, nunca perdendo todavia o sentido de café-da-manhã bem farto.
Delicia em!

Até breve!
Patrícia Morais

Vapt Vupt IV (Crumble de morango)

Olá!

Tempinho frio, comidinhas quentes, Crumble é sempre uma boa pedida, sempre....

Ingredientes:
  • ½ - bandeja de morangos cortados ao meio no sentido do comprimento sem os cabinhos
  • 1 - colher (sopa) de açúcar
  • ½ - colher (sopa) de suco de suco de limão
  • 3 ½ colheres (sopa) - de manteiga gelada e picada
  • ¾ - de farinha de trigo
  • 3 ½ colheres (sopa) - de açúcar
  • 1 pitada de sal

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno,unte com manteiga dois potinhos refratários pequenos. Divida os morangos entre eles, salpique cada um com ½ colher (sopa) de açúcar e regue com o suco de limão. Coloque a manteiga, a farinha, o açúcar e o sal numa tigela e, usando as pontas dos dedos, vá unindo a manteiga aos ingredientes secos, até obter uma farofa grossa. Espalhe esta farofinha sobre os morangos, coloque os potinhos numa assadeira e leve ao forno por 25-30 minutos ou até dourar.

Dica: Fica bem servir com sorvete,com nata gaúcha, com creme de leite ou com o que sua imaginação quiser.

Até breve!
Patrícia Morais

domingo, 15 de agosto de 2010

O Brasil Também Teve Uma Júlia Child o Nome Dela é Jacira Camasmie

Olá!
Júlia Child
Jacira Camasmie

Durante 20 anos, Jacira Camasmie se dedicou à arte culinária,realizando cursos para a alta sociedade paulistana. Agora, seus filhos, Daisy Camasmie e Roberto Camasmie, prestam uma homenagem a ela e lançam em agosto um livro com a sua história e receitas selecionadas de seu acervo.
Uma vida dedicada à arte gastronômica e à arte de receber e mais de cinco mil receitas testadas e catalogadas. Este é o legado de Jacira Camasmie (1916-2004) transformado por seus filhos – a empresária Daisy Camasmie e o artista plástico Roberto Camasmie – em um livro que, além das cerca de 150 receitas selecionadas, traça um panorama da culinária e do comportamento do século XX, com seus modismos, estrangeirismos, influências e elegância.
“Receitas de Vida – A Arte Culinária de Jacira Camasmie”, da Editora Jaboticaba, tem texto da jornalista Helô Machado, que passeia descontraidamente pela vida de Jacira, desde a chegada dos seus pais libaneses ao Brasil, o seu nascimento em Capivari, no interior de São Paulo, sua infância e juventude, seu casamento, os cursos de culinária que frequentou e os inúmeros que ministrou na cozinha do seu apartamento. Ensinando deliciais salgadas e doces, daqui e do exterior, pratos simples e sofisticados, receitas guardadas a chave, recolhidas de pessoas da família, de professoras de cozinha conhecidas ou de famosos chefs internacionais, Jacira Camasmie é considerada pelos especialistas da área um marco na alta gastronomia do país.
Além do célebre marrom, trazido por ela para o país, a antologia de receitas da Jacira traz também cardápios especiais para a Páscoa e para o Natal e um capítulo especial que ensina a magia de transformar a mesa em galeria de arte, com orquídeas feitas de nabo e flores criadas a partir de caramelo e chocolate.
Para o apresentador Amaury Jr, que assina a apresentação do livro, “o que era chique mesmo era ter no currículo o certificado de frequência nos cursos da Jacira, a mais respeitada erudita dos segredos culinários da sua época”.
Já o restauranteur Vincenzo Ondei – proprietário do festejado restaurante francês Le Coq Hardy, considerado um dos cinco melhores restaurantes do país, que manteve seu sucesso por 32 anos, até 2009, quando encerrou sua atividade – destaca no seu depoimento a importância da grande amiga e admiradora: “Jacira possuía o savoir faire da gastronomia quando no Brasil ainda não existiam cozinheiros e muito menos chefes de cozinha”.
Assim como a norte-americana Julia Child (1912 – 2004) protagonista do filme “Julia&Julie” (Nora Ephron, EUA – 2009) Jacira se tornou professora de culinária por acaso. Jaime Camasmie, seu marido, faleceu em 1970 de um enfarto fulminante, causando uma crise financeira na família. Logo depois, Roberto, que estava começando sua carreira como pintor, retratando a nanquim com certo sucesso as socialites da época, recebeu no apartamento onde morava com a mãe e a irmã a repórter Míriam Schiavetto, do Suplemento Feminino do jornal O Estado de S.Paulo, para uma entrevista. Atenciosa, sua mãe serviu uma porção de marrom glacê à jornalista, que logo quis saber de onde era aquela delícia. Jacira confessou que havia feito o doce naquela manhã.
Míriam perguntou se Jacira não tinha interesse em ministrar um curso que ensinasse aquela iguaria. “A primeira reação da mamãe foi dizer não, lembra Roberto, mas eu fui logo falando que ela daria uma aula em breve para ensinar a fazer o doce. Ela não queria de jeito nenhum, mas insisti e ela topou”.
Foi assim, por acaso, que Jacira iniciou uma atividade rendosa e trabalhosa, que a tornou tão conhecida. Atraídas pela nota publicada no Suplemento Feminino, cerca de 70 alunas formaram a primeira turma dos seus cursos, realizados durante 20 anos.
Os filhos também tinham uma função nas aulas de Jacira: Daisy acompanhava a mãe nas compras, recebia as alunas e entregava as apostilas com as explicações das receitas, datilografadas e mimeografadas por Raul, o filho mais velho de Jacira, já casado nesta época.
Roberto, o filho-artista, cuidava da apresentação dos pratos dados em aula, que apareciam no final para as alunas degustarem. Fazia também os desenhos em nanquim dos pratos nas apostilas. São estes desenhos que ilustram hoje as receitas do livro.
Sem saber e graças a sua criatividade, Jacira introduziu nas suas aulas ações de marketing e merchandising. Para melhorar seu trabalho, Jacira enviou cartas para diversas empresas, como a Brastemp, para conseguir produtos de utilidade doméstica. Desta forma, fogão, geladeira, freezer, batedeira, liquidificador, máquina de lavar prato tinham suas qualidades ressaltadas em suas aulas.
Jacira procurou algumas marcas de produtos alimentícios, que utilizava em suas aulas. O resultado foi surpreendente. Várias empresas invadiram o seu apartamento. Refinações de Milho Brasil, Royal, Nestlé, Leite Paulista, Maizena, Açúcar União, entre outras entravam nas receitas da professora e na casa das alunas de Jacira.
Um verdadeiro golpe de mestre!
“Receitas de Vida – A Arte Culinária de Jacira Camasmie”
(informações tiradas do site:http://www.lufernandes.com.br/2010/)

Até breve!
Patrícia Morais

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Para pensar!

Olá!

Depois do idioma, a comida é o mais importante elo entre o homem e a cultura comer serve para nutrir o corpo, nutrir o espírito e estabelecer contato com os antepassados, e com os deuses.
(Raul Seixas)

Até breve!
Patrícia Morais


Boa Sexta-feira!!!


Olá!

Para quem tem superstição....rsrsrs


Até breve!
Patrícia Morais

Biscoito de Nata

Olá!

Mexendo em minhas apostilas do Senac procurando o que fazer com a nata que tinha comprado, achei essa receita de biscoito de nata, super fácil e com poucos ingredientes. Vamos lá? Essa é super fácil dificuldade nenhuma....

Ingredientes:
  • 3 - xicaras de farinha de trigo
  • 1e ½ - xícara de nata de leite
  • 1 - colher rasa de margarina (manteiga)
  • 1 - colher rasa de fermento em químico
  • 4 - colheres de açúcar
  • 1 - de cha de sal
  • 1 - ovo

Modo de preparo:

Misture em um recipiente todos os ingredientes secos, e depois a nata o ovo e a margarina, sove até ficar um massa lisa em ponto de modelar, modele como quiser e passe a parte de cima no açúcar cristal para enfeitar e coloque em assadeira não precisa untar e ponha em forno pré-aquecido em temperatura média, deixe dourar e fique de olho porque é rapidinho...rsrs

Dica: Fica bem para o café da manhã e lanche da tarde acompanhado de um cafezinho....humm

Até breve!
Patrícia Morais

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Nova Fase!

Olá!

Hoje começa uma nova fase espero que duradoura e de muita alegria, não sei como ficará o blog e em que freqüência vou poder postar, a unica certeza é que não vou abandona-lo, só peso a Deus que me ajude nesse recomeço...
"Nas asas do destino buscarei um novo horizonte para recomeçar minha estrada."
Até breve!
Patrícia Morais

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Vai um cafezinho ai?

Olá!
É cada uma né? Cafeteira Nespresso em forma de capacete em homenagem a Ferrari... Tem amarelo também, pode escolher....

Até breve!
Patrícia Morais


NATA

Olá!

Hoje achei a nata tão consumida no Sul do Brasil e resolvi comprar para experimentar, aqui provei com morangos, estou aceitando sugestões de consumo....rsrsrs. A consistência e cremosa quase igual ao do requeijão e o sabor parece o do creme de leite fresco, tem um teor maior de gordura mais é bem saboroso e o cheiro muito bom...

Até breve!
Patrícia Morais

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Isso é de comer? IV (Rambutã)

Olá!

Mais uma da serie: Isso é de comer?

A resposta é sim!
O rambutã é muito parecido com a lichia, também asiática, não só na aparência como também no sabor. A diferença é que os frutos são maiores. As sementes são de 30% a 50% menores. Quando a fruta está madura, a casca é firme e coberta com uma pelúcia macia de cor vermelho carmim. O rambutã é rico em vitamina C e cálcio. Produz em pencas com 15 a 30 unidades. A polpa é doce e pouco ácida, semelhante à uva.
(informações tiradas do site: (www.todafruta.com.br)

Até breve!
Patrícia Morais

Morango Branco?

Olá!

A "Pineberry" se parece com um morango branco com sementes vermelhas, mas o gosto e o cheiro são mais próximos do abacaxi.

A fruta é uma variedade selvagem do morango e originária da América do Sul, mas esteve ameaçada de extinção até que fazendeiros holandeses começaram a cultivá-la em estufas, há sete anos.

Ela cresce verde e vai se tornando branca conforme amadurece. A fruta atinge a época da colheita quando as sementes ficam com um tom vermelho-escuro.

Apesar do gosto doce, o preço é bem salgado. O consumidor vai poder levar saquinhos de "Pineberry" com 125 gramas, o equivalente a R$10. O quilo da frutinha sai por cerca de 85 reais. Ainda vai chegar por aqui.... que pena =(

Até Breve!

Patrícia Morais

O melhor bolo de chocolate do mundo(fui conferir)

Olá!

Eu fui lá conferir o melhor bolo de chocolate do mundo, comprei o tradicional e o meio amargo para experimentar, e nem achei que é essas coisas (ainda prefiro o do Café Martinica, 6,90 a fatia. fica na 303 norte) a massa parece um suspiro. O tradicional é muito doce pro meu paladar, gostei mais do meio amargo, acho que por 8.90 a fatia, da pra comer bolos muito mais gostosos em outros lugares, mais se você é como eu que paga pra ver, então vá lá e tire suas conclusões.... Tudo vale a pena....





Até breve!
Patrícia Morais

Café da Manhã!

Olá!

Nada melhor que começar o dia assim, leitinho com café, pão quente e coalhada caseira com ameixa.... tudo de bom!!!! Faça isso também, não saia de casa de manhã sem um bom café da manhã.



Até breve!
Patrícia Morais

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

DESABAFO

Olá!

Nesses últimos meses minha vida estacionou, algum tempo sem uso será que enferrujou? Tomara que não! Vou ter que tira-la da garagem e colocá-la em movimento outra vez. Por um tempo fiquei em stadby (hibernei), e a solidão se fez confortável em mim, tão confortável que muitas vezes tomar simples decisões como ir ou não a padaria ou a esquina se tornou tarefa difícil, como se eu não soubesse fazer essas coisas, não me senti feliz nem triste apenas num estado de inércia, mais acho que no frigir dos ovos isso foi de certa forma bom pra mim. Senti o tempo passar dia após dia, e aprendi que independente de qualquer sofrimento e dor uma nova manhã nasce, linda com raios de sol que dizem que tudo pode recomeçar como numa frase do Chico Xavier: "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim."

Mais como resultado, porque para toda ação tem uma reação, o tempo que tive livre me afastou das pessoas que amo (que contradição), porque me fechei em meu mundo de silencio, não devia ter sido assim! Descobri que o tempo às vezes é injusto, ele corre depressa demais, e só faz um caminho, o de ida, então o que me resta é não cometer lá na frente o mesmo erro, tomar como lição o passado, e essa é uma tarefa muito difícil.

Sinto muita falta de um tempo em que era apenas Eu, Júlia e Nícolas e que meu único dever era amá-los (que maravilha era! rsrs), e daqui pra frente o que vai me afastar dos que amo é a falta de tempo. Talvez com meu afastamento eu tenha magoado os que me amam e plantado em seus coração a dúvida do meu amor, que não é pouco, sinto muito, me perdoem.

Uma nova fase esta por vir, e a verdade é que estou com muito medo, apreensiva. Como será? Como me receberão? Minha cabeça nesse momento ferve de dúvidas. Eu sempre me pergunto se fiz a escolha certa, a única certeza é que sou obrigada a ir em frente.

Acho que algo dentro de mim saiu do lugar quando resolvi mudar de caminho e seguir cozinhando, essa incerteza de saber o que esta logo ali em frente, me assusta, me assusta muito! Quem me dera se fosse só cozinhar, só lidar com os temperos e com os ingredientes, com as tampas, e panelas e tigelas, com o forno e com o fogão, mais não, existem as pessoas e as pessoas se põem acima do bem e do mal, gostam de julgar sem conhecer, avaliar sem entender, tirar conclusões sem perguntar. Raramente aparece uma alma divina que te reconhece com ser humano e procura te entender e te perguntar antes de te julgar. Esse poderá se tornar um amigo? será? Quem sabe!

O que mais desejo nesse momento da minha vida é me achar nesse caminho que escolhi para trilhar, quero poder conhecer cada trecho dele, e assim poder transitar sem me perder. Peso a Deus que me ajude enchendo meu coração de coragem e paciência para enfrentar o desconhecido e todas as adversidades que estão por vir.

O blog se tornou um amigo para quem eu contou tudo que faz parte de mim, e espero do fundo do meu coração que o tempo não me afaste de você também. A unica coisas que importa é depois de todas as dificuldades encontrar a luz no fim do túnel.

(fotos retiradas do google)


Até breve!

Patrícia Morais

Alho Negro?

Olá!
Hoje navegando na internet descobri uma iguaria ainda desconhecida para mim, o alho negro fiquei curiosa e já pensei em varias preparações para usa-lo...rsrsrs. Liguei para varios empórios gourmet em Brasilia mais não achei. Se você souber de algum lugar que tenha me avise por favor. Dizem que o sabor é mais suave, sem ardor meio adocicado. Eu quero!


(foto retirada do google imagens)

Até breve!
Patrícia Morais

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Novidade

Olá!

Hoje no Parkshopping abriu uma franquia da confeitaria, O MELHOR BOLO DE CHOCOLATE DO MUNDO, a primeira em Brasilia essa franquia já esta presente em alguns estados do Brasil, eu ainda não tive o prazer de experimentar, mais algum amigos que já provaram disseram que o nome não é mentira, que realmente é o melhor bolo de chocolate que eles experimentaram, não vou ficar de fora, assim que possível irei conferir e conto pra vocês.
Essa marca é originaria de lisboa e vira febre por onde passa, mais tem um detalhe o preço não e nada doce pelo contrario e bem salgado, uma fatia é quase 9 reais uma torta pequena 69 reais e a grande 99 reais e tem versões meio amargo 70% de cacau e ao leite 53% de cacau importado. Que bom que as melhores coisas estão chegando por aqui.



Até breve!
Patrícia Morais